CANAL HAMAMATSU Portugues

Canal Hamamatsu Página Principal > Filhos > Avançando a fase da papinha

ここから本文です。

Update date:August 26, 2021

 Avançando a fase da papinha

De 7 a 8 meses

Já consegue ingerir quantidade razoável.

  • Aumentar a papinha para 2 vezes ao dia.
  • Deixar na consistência possível para amassar com a língua.
  • Aumentar os tipos de ingredientes.

Voltar ao topo da página

De 9 a 11 meses

Logo o bebê sentará à mesa com a família para as refeições.

  • Deve introduzir a papinha 3 vezes ao dia.
  • Deixar na consistência possível para amassar com a gengiva.
  • Adotar cardápio balanceado.
  • Introduzir alimentos ricos em ferro (carne vermelha, peixe, fígado, etc.).
  • Aproveitar os mesmos alimentos da família para fazer a comida do bebê;
  • Reduzirá a quantidade da mamada à medida que aumentar a quantidade da papinha.
  • Treinar para comer com as mãos e beber no copo.

Voltar ao topo da página

De 12 a 18 meses

Chegou o momento de deixar a papinha, passando para comidinha de criança.

  • Controlar o ritmo diário da criança, estabelecendo fazer as três refeições diárias.
  • Conciliar o horário da refeição com o da família.
  • A consistência dos ingredientes deve ser sólida, o suficiente para amassar com a gengiva.
  • O tempero deve ser suave.
  • Diversificar os ingredientes .
  • Tomar cuidado ao introduzir o lanchinho
  • Gradativamente deixar de dar o leite materno e/ou em fórmula.
  • Treinar para comer sozinho.

Voltar ao topo da página

Separar os mesmos alimentos presentes na refeição da família

A refeição da família deve ser balanceada. Assim, naturalmente, a refeição preparada para a criança também será nutritiva. A base do cardápio balanceado é introduzir alimentos básicos (fontes de carboidratos), guarnições (fontes de vitaminas e minerais) e pratos principais (fonte de proteínas). Começar revendo a alimentação da família.

Guia de alimentação balanceada
(Ministério da Saúde e do Trabalho
Resolução do Ministério da Agricultura e Pesca)

Para facilitar a ingestão

Cozinhar novamente os ingredientes caso estiver muito sólido para a criança, ou corte-os em tamanhos que facilitem a ingestão, preparar a alimentação de acordo com a condição da criança. No caso de carnes e peixes, vamos aumentar o líquido para cozer. Adicionar um pouco de amido para obter caldo consistente, e facilitar a ingestão.

Sabor suave

  • Preparar a comida com pouco tempero e separar para a criança.
  • Após separar, temperar o restante no paladar de adulto.
  • Diluir a refeição pronta com água fervente ou sopa.

Voltar ao topo da página

A criança e o lanche intermediário

Após 1 ano de idade, estará ingerindo as três refeições diárias como a família. Porém, prolongará o intervalo entre as refeições, sendo impossível suprir os nutrientes necessários apenas nas 3 refeições. Necessitará introduzir o lanche intermediário para suplementar os nutrientes. Porém, vamos ter cautela para não oferecer o lanche de forma incorreta, pois ocasionará excesso de peso, falta de apetite, ficar enjoado para comer e cáries.

Definir o horário e a quantidade

Vamos determinar o horário e a quantidade do lanche para 1 a 2 vezes ao dia, considerando a rotina de sono e outros. Vamos evitar de ofercer o lanche todas as vezes que a criança pedir ou estiver mal humorado. Abrir intervalo de 2 a 3 horas até a próxima refeição.

Introduzir a dieta balanceada

lancheO lanche é uma parte da refeição. Vamos introduzir as fontes de proteínas, cálcio, vitaminas, etc.
(ex.: “oniguiri”, torradas de queijo, batatas cozidas, palitos de verduras, frutas, etc.)

Combinar com líquidos

Equiparando ao adulto, a criança necessita de muito líquido. No lanche, vamos oferecer combinações de líquidos como chá verde, chá de cevada, leite, etc.

Ao introduzir doces ou salgadinhos

Vamos selecionar alimentos que conteem pouco sal, açúcar, fonte de lipídios, etc.

Voltar ao topo da página

Alimentação adequada para crianças

Checar os hábitos alimentares da criança:

Sim/Não Dorme e acorda cedo?
Sim/Não Costuma cumprimentar como “bom dia”(ohayo),“ itadakimasu”,etc.?
Sim/Não Toma “café da manhã”?
Sim/Não Tem horário fixo para as refeições e lanches.
Sim/Não Quando a criança tem sede, oferece chá ou água em vez de bebida adocicada.
Sim/Não Come qualquer tipo de alimentos?
Sim/Não Durante a refeição, desliga a televisão?
Sim/Não A criança ajuda na preparação e arrumação das refeições?

“Café da manhã” é energia para o cérebro

O “café da manhã” é a fonte de energia necessária para ativar o corpo e o cérebro.
O nosso corpo possui um relógio interno que controla o ritmo biológico, como levantar cedo e tomar “café da manhã”.
O jejum provoca queda do nível de “glicose” a fonte de energia para o cérebro, reduz a energia para pensar, memorizar, etc. Vamos tomar o “café da manhã” para realizar atividades pré-escolares, escolares, etc. bem dispostos.

O lanche é a quarta refeição

lancheO lanche é importante para o crescimento da criança. A indeterminação do horário para oferecer e quantidade de doces e sucos adequados para cada faixa etária, a criança deixará de fazer as refeições principais. Assim, consumirá apenas alimentos preferidos, desestimulando o interesse pelos alimentos nutritivos e sólidos.

Realizar as refeições agradáveis de comunicação entre pais e filhos

Realizar as refeições diante da televisão, a criança concentrará na TV e não saboreará a refeição. Vamos desligar a TV, e fazer das refeições momentos tranquilos de diálogo familiar. Sentar-se à mesa com a família, servirá de exemplo para o bom desempenho de hábitos alimentares, gerando benefícios para o bem-estar físico, emocional e nutricional da criança.

Importância da mastigação

O hábito da mastigação fortalecerá os dentes e as gengivas. Auxiliará também no processo digestivo, estímulará as funções do cérebro permitindo consumir os alimentos de consistência dura, verduras, etc.,

Voltar ao topo da página

Receitas Nutritivas para Crianças

Yuyake Gohan (Arroz Crepúsculo)

Ingredientes 2 copos de arroz (kome)
A- 2 copos de água / 1 tablete de caldo de carne / 1/2 colher (café) de sal / 2 colheres (sopa) de sakê
1/2 cenoura (ninjin)
50 g de milho (corn)
Modo de Preparo 1. Lavar o arroz e escorrer
2. Ralar a cenoura;
3. No suihanki (panela de arroz), colocar o arroz, a mistura A, a cenoura ralada, o milho e cozinhe;
4. Após desligar, esperar 10 minutos e misturar.

Green Omelet (Omelete verde)

Ingredientes 1/2 maço de espinafre (hourenso) 1/2 cebola (tamanegui)
2 fatias de bacon
2 batatas (jagaimo)
4 ovos (tamago)
1/2 colher (café) de sal
1 pitada de pimenta
2 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
um pouco de ketchup
Modo de Preparo 1. Lavar o espinafre, cortar em tiras de 1 cm e aferventar. Escorrer, colocar na água para esfriar, e espremer levemente para retirar a água.
2. Lavar bem as batatas, envolvê-las com “rappu” (filme plástico p/ alimentos). Levar ao microondas por 5 a 6 minutos. Descascar e cortar fininho.
3. Picar a cebola e o bacon e levar ao fogo em uma frigideira. Acrescentar o espinafre, a batata, e temperar com sal e pimenta;
4. Numa tigela, bater os ovos e acrescentar a mistura 3 (na mesma tigela);
5. Colocar a manteiga em uma frigideira e levar ao fogo; colocar a mistura 4, misturar e deixar no fogo médio. Ao ficar meio cozido, tampar e abaixar o fogo.
6. Colocar no prato, cortar em pedaços e sirva com ketchup.

Voltar ao topo da página